Por que ensinar Robótica na escola?

Laboratório de robótica educacional

Você sabe o que é a Robótica? Há tempos, ela está presente em nosso cotidiano, trazendo facilidade as nossas vidas. Para citar alguns exemplos, na indústria, máquinas automatizadas são empregadas em linhas de produção para desempenhar funções arriscadas para as pessoas, como transportar vidros para montagem de automóveis; robôs que exploram locais de difícil acesso, como o mar e o espaço, que auxiliam em procedimentos médicos ou até mesmo na rotina de casa como o aspirador de pó robô e o regador automático, com sensor de umidade integrado que identifica quando a planta necessita de água.  

Esses robôs são sistemas compostos por máquinas e partes mecânicas automatizadas, controladas por circuitos elétricos integrados. Parece complicado? Pois saiba que, com as ferramentas corretas e professores preparados, crianças e adolescentes podem se aventurar pelo universo da Robótica e aprender muito com ela.

A Robótica dentro da escola

Mas afinal, o que a programação de robôs tem a ver com a Educação? A Robótica educacional permite a associação da teoria à prática e ajuda a desenvolver uma série de capacidade relacionadas às competências gerais propostas pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular), como a capacidade de pensamento crítico, criatividade para solucionar problemas cotidianos, assim como a aptidão no uso das tecnologias, todas importantes habilidades para o estudante do século XXI e grandes diferenciais no mercado de trabalho.

Ao ensinar Robótica, a escola coloca o aluno no centro de seu aprendizado, enquanto planeja, experimenta, analisa possibilidades por tentativa e erro, reflete sobre as possíveis soluções e, finalmente, executa o projeto proposto, transformando objetos com as próprias mãos. A falha durante o processo é o que torna o ensino da Robótica tão significativo, ao levar o aluno a buscar soluções criativas para problemas propostos em sala de aula ou que ocorram durante a montagem dos robôs.

Essa característica é inerente à Cultura Maker, a chamada educação “mão na massa”, que oportuniza o trabalho em equipe, quando ideias e soluções são compartilhadas entre os colegas. A Cultura Maker também contribui para o desenvolvimento de competências importantes como empatia, espírito de liderança, respeito às diferenças, gerenciamento de tempo e colaboração.

Como aliar a Robótica aos conteúdos curriculares?

A investigação científica, o trabalho por projetos, uso da programação, da Robótica, juntamente como trabalho “mão na massa”, compõem parte das propostas da metodologia STEAM (Ciências, Tecnologia, Artes, Engenharia e Matemática). Os conceitos dessas disciplinas podem ser integrados aos conceitos da Robótica Educacional: Mecânica, Elétrica, Eletrônica e Programação

As atividades guiadas na metodologia STEAM permitem que os alunos resolvam problemas ao conectar ideias que pareciam desconectadas, trabalhando de forma multidisciplinar. A ideia é que as escolas insiram a Robótica como uma metodologia nas aulas curriculares e não só como um ensinamento isolado em aulas extracurriculares, como ainda acontece em muitas escolas. O professor de Matemática, por exemplo, pode se unir ao professor de Ciências para criarem, juntos, um projeto multidisciplinar empregando a Robótica como principal metodologia.

Mas onde realizar essas aulas? É preciso que a escola tenha uma sala específica para essa atividade ou ela deve acontecer dentro de um laboratório de informática? Não necessariamente. As escolas podem usar até mesmo utilizar um espaço livre dentro da biblioteca para trabalhar com a Robótica. A convivência entre as tecnologias educacionais e os livros de papel pode até mesmo levar à uma reflexão importante: é possível aliar tecnologias educacionais às ferramentas de conhecimento tradicionais, sem necessariamente substituir um pelo outro.

Já presente em escolas públicas e privadas brasileiras, no formato curricular ou extracurricular, as aulas de Robótica são realizadas por meio do trabalho com os kits que tornaram as habilidades de programação acessíveis às crianças e adolescentes.

Os kits de Robótica educacional da Brink Mobil oferecem soluções para alunos do Ensino Fundamental e Médio, incluindo livros de apoio para estudante e professor e a capacitação do corpo docente para uso dos recursos.

Acesse o site da Brink para saber mais sobre nossos kits de Robótica!